As sereias da atração “Viagem de Submarinho” na Disneylândia

Sereia jogando pérolas aos visitantes durante o desfile de 1959.

No verão de 1959, uma nova atração foi criada Disneylândia: um passeio de submarino. A abertura do parque mostrou oito sereias executando nado sincronizado em uma lago ao vivo. Elas também brincavam debaixo da água para o deleite dos convidados. Mais cedo naquele dia, quatro das sereias apareceram em um desfile, onde jogavam pérolas para os visitantes. Esses eventos foram capturados por câmera para o especial de televisão da ABC “Gala Day at Disneyland”.

Apesar do sucesso, as sereias não apareceram de novo, o que causou muitos debates. Em 1965, para celebrar o 10º aniversário da Disneyland, as sereias voltaram para a lagoa. A reação dos visitantes foi tão positiva que no ano seguinda um novo conjunto de sereias passaram a residir na lagoa. Aparentemente, essa foi a última temporada das sereias, embora tenha havido reclamação por causa de seu novo sumiço.

Os testes para sereia durante o ano de 1965 aconteceram na piscina do Disneyland Hotel, onde as exigências eram de que as meninas tinham de ter de 17 a 25 anos de idade, de 1,62 metros até 1,70 metros. De acordo com os relatos, os número de meninas foram fazer os testes variam de 90 a 300. Era necessário ter cabelos compridos e boas habilidades de natação. A jornada era de oito horas, alternando entre uma hora dentro da água e uma hora fora. Uma das partes dos testes consistia em ter seus braços, joelhos e tornozelos amarrados, para que pudessem nadar como golfinhos (com o corpo para cima e para baixo). Muitas meninas se recusaram a fazer o teste, e algumas entraram em pânico assim que chegaram a superfície.

O trabalho, embora pareça incrível, não era muito fácil. Cada vez que um submarino passava, as sereias tinham de mergulhar, fazer piruetas e acenar. Também era necessário sorri o tempo todo, mesmo e principalmente quando se estava na água, e sem soltar bolhas de ar. O salário era muito bom: na década de 60, o salário mínimo era de $1 dólar por hora, e as sereias recebiam nada menos do que $1.85 – quase o dobro. Além disso, nos fins de semanas marinheiros visitavam a Disneylândia e jogavam dinheiro na lagoa, que eram recuperados pelas sereias, que eram permitidas a ficarem com o “extra”. Susan Musfelt, que foi uma das sereias da Disney, deu esse incrível relato:

“Eu vivi uma vida mágica e sei que minha época como sereia foi fundamental para me dar a confiança necessária para aproveitar as muitas oportunidades que apareceram no meu caminho ao longo dos anos…. Eu amei o glamour de trabalhar na Disneylândia. Foi um sonho e uma honra trabalhar para Walt Disney.”

Eddie, aos 19 anos, durante os testes.

Uma mulher chamada Edie, que foi uma das sereias quando tinha dezenove anos, conta que é possível que as sereias tenham parado de aparecer por questões de segurança.

“Havia rumores sobre os produtos químicos, que uma menina tinha problemas nos olhos, e ouvi que uma outra machucou o braço enquanto nadava em direção a um submarino. Nós de fato tivemos pele seca, descoloração e secura dos nosso cabelos e pele, queimaduras solares e alguns problemas ao abrir nosso olhos debaixo d’água por causa do cloro e produtos químicos que ficavam na lagoa para manter o crescimento das algas para que a água ficasse clara para a visão dos submarinos.”

Embora as sereias tenham saído de cena em 1966, a Viagem de Submarino só seria fechada no outono de 1998, com a promessa de que um dia voltaria a abrir. Isso aconteceria em junho de 2007, com o recém-nomeado e remodelado “Viagem de Submarino Procurando Nemo”. No entanto, não existem mais sereias.

Veja abaixo mais fotos das sereias dos anos 1966-1967:

 Disneylandia (1) Disneylandia (2) Disneylandia (3)
 Disneylandia (7) Disneylandia (8) Disneylandia (9)
Disneylandia (1) Disneylandia (3) Disneylandia (2)

Vídeo do desfile de 1959 (as sereias aparecem jogando pérolas aos 45 segundos de vídeo):

Vídeo da abertura da atração “Passeio de Submarino”, mais tarde naquele mesmo dia (as sereias aparecem de 5:50 até 8:49):

Bibliografia:
KORKIS, Jim. “The Disneyland Mermaids
I’m really a mermaid
Fun Facts ‘n trivia: Vintage Mermaid Dream Job
 Diary of a Disneyland Mermaid
 Minimum Wage and What It Buys You: 1950s to Now

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s