“Ne Hwas”, as sereias irmãs

irmãsHá muito tempo atrás existia um índio, sua esposa e suas duas filhas. Eles viviam perto do mar, ou de um grande lago, e a mãe das meninas disse para que elas nunca fossem nadar, pois se fossem, algo terrível aconteceria com elas. As meninas, no entanto, enganaram a mãe repetidamente, e a o esporte proibido tornou-se agradável. A beira do lago acabava em uma ilha. Um dia elas nadaram até lá, deixando suas roupas na praia.

Os pais logo deram por falta dela, e o pai foi procurá-las. Ele as viu nadando longe, e as chamou. Elas nadaram até a areia, mas não conseguiam ir adiante. O pai perguntou-lhes porque. Elas gritaram que suas pernas tinham crescido e ficado tão pesada que era impossível andar. Além disso, haviam ficado viscosas: na verdade, tinham virado serpentes cintura para baixo.a. Após mergulhar algumas vezes neste lodo estranho elas se tornaram muito bonitas, com longos cabelos e olhos negros e luminosos, com faixas de prata em seu pescoço e braços.

Quando o pai foi buscar as suas roupas, elas começaram a cantar nos tons mais requintados:

“Deixe-as lá
Não as toque
Deixe-as lá! “

Ouvindo isso, a mãe começou a chorar, mas as meninas continuaram:

“É tudo culpa nossa,
Mas não nos culpem
Isso não será nada ruim para você.
Quando você estiver na sua canoa,
Então você não precisará de remo
Pois nós a carregaremos!”

E assim foi: quando seus pais andavam de canoa, as meninas a levavam com segurança para todos os lugares.

Um dia, alguns índios viram as roupas das meninas na praia, e encontraram as garotas nadando, na água, e as persuadiram e tentaram capturá-las, mas elas eram tão viscosas que era impossível tocá-las, até que um deles, agarrando uma das irmãs pelo seu logo cabelo preto, cortou-a.

Então a menina começou a balançar a canoa e ameaçou virá-la, a menos que seu cabelo fosse devolvido. O índio que havia ludibriado a sereia a princípio recusou, mas como as sereias ou donzelas serpentes, prometeram que todos eles se afogariam a menos que isso fosse feito eles devolveram e elas foram embora. No dia seguinte, eles ouviram que as menins tinham sido vistas uma última vez e que seu cabelo cortado tinha voltado para sua cabeça e estava crescendo.

A essas sereias foram dadas o nome de “Ne Hwas”, que na língua do povo Passamaquoddy significa “espírito”, sendo também usada para se referir a qualquer tipo de criatura sobrenatural. Esse mito nativo americano do século 19 é muitas vezes comparado com uma história da mitologia nórdica, onde Loki, o deus trapaceiro, corta o cabelo de uma deusa. No final da história, assim como nesta, o cabelo não só volta para sua dona, como também magicamente se reata.

Bibliografia:
Ne Hwas, a sereia.” Acesso em 20 de Julho de 2014.
Ne Hwas, the Mermaid.” Acesso em 20 de Julho de 2014.
Ne Hwas Stories.” Acesso em 20 de Julho de 2014.
Native American Myth: Ne Hwas – The Mermaid.” Acesso em 20 de Julho de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s